Como ser um missionário misericordioso?

Sede misericordiosos!

A expressão misericórdia tem origem latina e é formada pela junção de miserere (ter compaixão) e cordis (coração). “Ter compaixão do coração” significa ter a capacidade de sentir aquilo que a outra pessoa sente, aproximar seus sentimentos dos sentimentos de alguém, ser solidário com as pessoas.

Quando me coloco a serviço de Jesus para ser um missionário, estou me colocando à disposição para ser Cristo onde eu for, ser a presença d’Ele onde Ele mesmo quer ir por meio da minha vida.

A ordem de Jesus para nós é : “Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36).

Se Ele me chama para o serviço do Evangelho, preciso ter o coração bondoso, que se compadece com os sofrimentos do próximo, por mais que este próximo seja um estranho. A misericórdia é para todos. Se não fosse a misericórdia de Deus para conosco, continuaríamos a ser desconhecidos do Senhor, não porque Ele nos desconhece, mas porque nós não O teríamos encontrado. Porque Deus é misericordioso, nós O encontramos e fazemos uma experiência com Ele, que muda a nossa vida.

Missionário da Comunidade Apostólica Donum Christi na Colômbia/ acn.org.br

Leia mais:
.:20 anos de evangelização e difusão do carisma Canção Nova em Roma
.:Franceses são evangelizados pelo carisma Canção Nova

Como ser um missionário misericordioso?

Se eu não aceito a misericórdia de Deus para comigo, não consigo dá-la a ninguém. Não é por dignidade ou mérito, mas simplesmente por amor. Ser um missionário misericordioso é não escolher a quem evangelizar ou a quem ajudar, mas se doar por todos e para todos, na mesma medida e intensidade.

Não evangelizo ou ajudo as pessoas, porque posso ganhar algo em troca, beneficiar-me de alguma maneira, mas, simplesmente, porque o Amor me alcançou e Sua misericórdia transborda em mim e me ensina a ter compaixão.

Sou missionário misericordioso quando não fecho as portas para as pessoas, mas saio ao encontro dos necessitados e não fico fechado no meu mundo, nas minhas lutas, para alcançar a salvação. Saio, porque não quero a salvação só para mim. Tenho o anseio de levar essa misericórdia às pessoas que já não acreditam mais no perdão, no recomeçar, na oportunidade de vida nova, não têm mais esperança nem razão de viver.

A misericórdia nos alcança todos os dias. Mesmo sendo indignos Deus, Ele não se cansa de derramar Sua misericórdia sobre nós; sendo assim, ser um missionário misericordioso é a resposta à pergunta que devemos ter coragem de responder com sinceridade e verdade: “Só eu sou digno de conhecer a Misericórdia?”.

“Um Deus que quer a salvação de todos os homens, que não se detém ‘em estudar a situação em uma mesinha’, avaliando os prós e os contras. Para o Senhor, o que conta realmente é ‘alcançar os afastados e salvá-los’, curar e integrar ‘os marginalizados que estão fora’ da sociedade.” (Papa Francisco).

Bianca de Campos
Comunidade Canção Nova