História da Diocese de Lorena

A Diocese de Lorena foi criada no dia 31 de julho de 1937, pelo Papa Pio XI, por meio da bula “Ad Christianae plebis regimen” (Para o governo do povo cristão). Assim, por meio dela, o Santo Padre desmembrou uma parte da Diocese de Taubaté para formar uma nova Diocese, segundo ele “para tornar mais fácil e eficaz o governo do povo cristão”.

Há alguns anos, para que chegasse este dia memorável na vida do povo lorenense, um ilustre senhor chamado José Vicente de Azevedo encaminhou um abaixo assinado à Diocese de Taubaté, apresentando uma proposta de iniciar os trabalhos para a criação da Diocese de Lorena ao Bispo Dom Epaminondas Nunes de Ávila e Silva. Após várias tentativas, o senhor José Vicente aparentemente desistiu de seu “sonho”, o de fazer da cidade de Lorena sede de Bispado, pois ele era um grande benfeitor. Então, no ano de 1935, em reconhecimento de suas benfeitorias, o Papa Pio XI concedeu-lhe o título de Conde Romano.

Somente com a chegada do segundo Bispo de Taubaté, Dom André Arcoverde de Albuquerque, o Conde José Vicente tomou novo ânimo e recomeçou os trabalhos para a criação da Diocese de Lorena. Dom André simpatizou-se com a proposta e deu andamento aos trabalhos. Então, no dia 31 de julho de 1937, o Santo Padre criou a Diocese de Lorena, fazendo a então Matriz de Nossa Senhora da Piedade em Lorena, a nova sede da Diocese e, também, desmembrou as paróquias de Areias, Bananal, Cachoeira Paulista, Campos Novos de Cunha, Cruzeiro, Cunha, Embaú, Pinheiros, Piquete, Queluz, São José do Barreiro e Silveiras, da Diocese de Taubaté.

No ano de 1940 foi nomeado o primeiro Bispo de Lorena: Dom Francisco Borja do Amaral. Sua sagração episcopal ocorreu no dia 16 de fevereiro de 1941, em Campinas- SP. Tomou posse em sua primeira Diocese no dia 23 de março de 1941, sendo recebido com grande alegria e festa pelo seu novo rebanho. Conta a história que os festejos duraram oito dias. Dom Francisco permaneceu até o ano de 1944, sendo transferido para ser o terceiro Bispo da Diocese de Taubaté.

No ano de 2012 a Diocese celebrou solenemente seus 75 anos, momento de grande festa e ação de graças a Deus por todos os bispos e sacerdotes que passaram por lá e deram seu testemunho de fé e amor ao povo da Diocese de Lorena.

Bispos da Diocese de Lorena:

  • Dom Francisco Borja do Amaral (1940-1944);
  • Dom Luiz Gonzaga Peluso (1946-1959);
  • Dom José Melhado Campos (1960-1965);
  • Dom Cândido Padim, OSB (1966-1970);
  • Dom Antônio Affonso de Miranda, SDN (1971-1977);
  • Dom João Hipólito de Morais (1977-2001);
  • Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues (2001-2005);
  • Dom Benedito Beni dos Santos (2006-2013);
  • Dom João Inácio Müller, OFM (2013).