Oração do papa São João Paulo II a Deus Pai

Bendito sejais, ó Pai, porque, no Vosso amor infinito, nos destes o Vosso Filho Unigênito, que encarnou por obra do Espírito Santo no seio puríssimo da Virgem Maria e nasceu em Belém há dois mil anos. Ele fez-Se nosso companheiro de viagem e deu novo significado à História, que é um caminho a percorrer unidos na aflição e no sofrimento, na fidelidade e no amor, rumo àqueles novos céus e nova terra onde, vencida a morte, Vós sereis tudo em todos.

Louvor e glória a Vós, Trindade Santíssima, único Deus altíssimo!

Sustentai, ó Pai, com a força do Espírito, o empenho da Igreja em prol da nova evangelização e guiai os nossos passos pelas sendas do mundo, para anunciarmos Cristo com a vida, orientando a nossa peregrinação terrena para a Cidade da luz.
Resplandeçam os discípulos de Jesus pelo Seu amor para com os pobres e os oprimidos; sejam solidários com os necessitados e magnânimos nas obras de misericórdia; sejam indulgentes com os irmãos para poderem eles próprios obter de Vós indulgência e perdão.

Louvor e glória a Vós, Trindade Santíssima, único Deus altíssimo!

Concedei, ó Pai, que os discípulos do Vosso Filho, purificada a memória e reconhecidas as próprias culpas, sejam todos um só, para que o mundo creia.
Cresça o diálogo entre os seguidores das grandes religiões, e todos os homens descubram a alegria de serem Vossos filhos.
À voz suplicante de Maria, Mãe dos povos, unam-se as vozes em oração dos apóstolos e dos mártires cristãos, dos justos de todos os tempos e povos.

Louvor e glória a Vós, Trindade Santíssima, único Deus altíssimo!

A Vós, Pai onipotente, origem do mundo e do homem, por Jesus Cristo, o Vivente, Senhor do tempo e da História, no Espírito que santifica o universo, louvor, honra e glória, hoje e pelos séculos sem fim.

Amém!