😷 Pandemia

Como participar bem das Missas pela internet

Quero começar esse breve artigo com um provérbio bíblico, que acredito ser muito oportuno para o que estamos vivendo em tempos de pandemia: “Há muitos projetos no coração do homem, mas só a vontade do Senhor se manterá” (Pr 19, 21).

Quando o movimento do cosmos fez expirar o ano de 2019, o coração de muitos de nós encheu-se de expectativas e de planos para o ano que acabara de nascer. É, ou não é verdade? Acontece que, mal se consumira a última fagulha dos rojões que iluminaram o céu na passagem de ano, começamos a perceber que muitos dos nossos planos para o ano que se iniciara precisariam ser ajustados.

missas pelas internet

Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Diante desse contexto totalmente inédito, até mesmo a vivência da nossa fé precisou passar por algumas transformações. Tenho certeza de que, para os cristãos católicos, a principal mudança foi a impossibilidade de participar presencialmente da Santa Missa e, portanto, privados de receber Jesus Eucarístico. A propósito, você seria capaz de relembrar quais foram os primeiros sentimentos que emergiram do seu interior quando soube que não poderia mais comungar a Santíssima Eucaristia? Confusão e tristeza, certamente, foram alguns deles.

Uma vez que a nossa participação na Eucaristia precisou ser modificada e passou a acontecer virtualmente, muitos estão se perguntando: “Como participar bem da Santa Missa mesmo à distância?”.

Não quero, de forma alguma, jogar um balde de água fria na sua reta intenção de bem participar da Santa Missa pelos meios de comunicação, porém, é muito importante que saibamos que a Santa Missa transmitida, seja por qual meio for, não substitui a participação presencial. Não se vive, aliás, nenhum sacramento de maneira não presencial. Por exemplo, não existe confissão por telefone, casamentos por Skype, unção dos enfermos via WhatsApp, nada disso.

:: Pandemia do Evangelho

Contudo, é necessário levarmos em consideração as circunstâncias anormais que estamos vivendo nesse período de pandemia. Embora não se substitua a participação presencial da Santa Missa, a participação virtual pode e deve ser bem vivida por todos nós. Esse, aliás, é um pedido que os nossos pastores bispos estão nos fazendo. Bem vivida, até mesmo essa forma circunstancial de participação na Santa Missa gerará muitos frutos bons em nós. Diante disso, gostaria de dar alguns conselhos bem práticos a você.

Crie um ambiente propício para a oração

Faça desse momento, um momento sagrado; ele, de fato, o é. Por isso, prepare em sua casa um ambiente propício para que você viva sua fé. Reserve, portanto, um local específico para que você participe da Santa Missa. Componha esse espaço com alguns elementos que te inspire à oração, por exemplo: reserve uma mesinha coberta por uma toalha. Sobre ela, coloque um castiçal com vela, um pequeno crucifixo, uma imagem da Virgem Maria. Seja simples e criativo e faça desse local um espaço de veneração.

Jamais participe da Santa Missa de qualquer maneira, mesmo que você esteja dentro de sua casa. Portanto, vista-se dignamente para esse momento. Não é oportuno usar pijama, pantufas, camiseta, bermuda (…). Repito, você está dentro de casa, mas o momento que você viverá não é uma coisa qualquer. Se você tivesse que participar de uma reunião por vídeo conferência com o seu gerente, você participaria descabelado e com pijamas? Certamente que não.

Nesses tempos, por graça de Deus, nós estamos tendo muitas possibilidades para escolher qual Santa Missa participar. A maioria dos párocos está fazendo transmissão pela Internet. Temos, também, muitos canais de televisão que transmitem a Santa Missa diariamente. Sugiro que você faça a escolha de qual Missa quer participar e qual horário se encaixa melhor na sua rotina. Uma vez escolhido, procure ser fiel a essa escolha. Caso contrário, corremos o risco de ficarmos sapeando de “Missa em Missa” e acabamos não participando bem desse momento sublime. Ah! Se possível, participe da Santa Missa em família.

Reserve aquele momento apenas para isso. Nada de ficar assistindo a Santa Missa pelo celular e, ao mesmo tempo, zanzando pela casa, ou fazendo outras coisas. Cuidado, principalmente, com a cama nesse tempo de frio, ela é uma grande tentação. Diga “NÃO” às suas cobertas na hora de participar desse momento tão sagrado.

Lembre-se que você está “participando” da Santa Missa e não “assistindo” à uma sequência de ritos. Os documentos magisteriais da Igreja chama esse ato do fiel de “actuosa participatio”, ou seja, ativa participação. Isso equivale dizer que devemos respeitar, por exemplo, o jejum eucarístico e todas as atitudes e gestos próprios dos fieis: o silêncio, os gestos corporais de ficar de pé, de ajoelhar-se, de dar as respostas às orações e tudo o que se obriga a santa liturgia. Fazendo isso, você não estará “pagando mico”, pelo contrário, estará dando testemunho de fé para os seus familiares.

Caro internauta, se você leu esse artigo até esse ponto, é um vigoroso sinal de que você realmente está buscando viver bem a sua fé. Por isso, guarde no coração o conselho que darei a partir de agora. Talvez seja o mais importante do artigo: não se acostume, em hipótese nenhuma, com essa situação. Participar da Santa Missa em casa é algo contingencial. Nutra o desejo de retornar às igrejas assim que esse momento circunstancial passar. Lembre-se de que é por um tempo, por um período. Caso contrário, podemos facilmente nos acomodar com essa situação pontual. Estamos vivendo tudo isso por obediência e a obediência nos santifica.

Para finalizar, gostaria de relembrar o provérbio que citei no começo do artigo: “Há muitos projetos no coração do homem, mas só a vontade do Senhor se manterá”. Para além dos nossos projetos; para além dessa pandemia; para além de tudo o que estamos vivendo, a vontade de Deus prevalecerá.

Deus abençoe você e até a próxima!

Seminarista Gleidson de Souza Carvalho 
Missionário da Comunidade Canção Nova