A missão de anunciar a misericórdia preparando o povo para a vinda do Senhor

O tempo da misericórdia

Na liturgia da Missa, na oração Eucarística VII, sempre rezamos: “Esperamos, Ó Cristo, Vossa Vinda Gloriosa”, mas nós estamos esperando mesmo?

A devoção à Divina Misericórdia é recente na Igreja. Concluímos que ela é própria para este tempo que vivemos que é o último dos tempos, pois a vinda derradeira do Senhor será em breve.

Adoração a Jesus Eucarístico na Festa da Misericórdia/ cancaonova.com

Veja as palavras de Nossa Senhora à Santa Faustina, as quais se atualizam, e são para você, hoje: “Eu dei o Salvador ao mundo e, quanto a ti, deves falar ao mundo da Sua grande misericórdia, preparando-o para a Sua segunda vinda, quando virá não como Salvador misericordioso, mas como justo Juiz”. (D. 635)

É Maria, nossa Mãe que nos chama a ser anunciadores da Misericórdia! É Ela que espera de nós uma saída rumo ao próximo para falar da Misericórdia! Nossa Senhora conta com você! Qual resposta você diz a Ela?

Veja a continuação deste trecho 635 do Diário: “Oh, quão terrível será esse dia! Está decidido o dia da justiça, o dia da ira de Deus; os próprios anjos tremem diante dele. Fala às almas dessa grande misericórdia, enquanto é tempo de compaixão. Se tu te calares agora, terás de responder naquele dia terrível por um grande número de almas. Nada receies, sê fiel até o fim, Eu me compadeço de ti”. (Diário de Santa Faustina nº 635)

Leia mais:
.:Santa Faustina – biografia
.:Saiba mais sobre os santuários de São JP II e Santa Faustina

Sejamos anunciadores da misericórdia!

Nossa Mãezinha do Céu é muito clara para nós! Nossa missão é anunciar a Misericórdia do Senhor! Precisamos apresentar este Deus de Misericórdia que nos acolhe pecadores, infiéis, fracos, frágeis, incapacitados que somos.
A misericórdia é a via pela qual os corações se voltam para Deus, e aceitam a salvação que Cristo nos trouxe.

E então, vamos anunciar a Misericórdia do Senhor? Para que sejamos animados em Cristo Jesus, ouça as palavras dele: “Não posso castigar, mesmo o maior dos pecadores, se ele recorre a Minha compaixão, mas justifico-o na Minha insondável e inescrutável misericórdia.”
Veja a graça que seremos portadores! Devolver a dignidade de filho de Deus aos pecadores afastados, que receberão a salvação por aceitar a insondável Misericórdia! E Jesus dá uma ordem neste trecho 1146 do Diário de Santa Faustina: “Escreve: antes de vir como justo Juiz, abro de par em par as portas da Minha misericórdia. Quem não quiser passar pela porta da Misericórdia, terá que passar pela porta da minha justiça…”

As portas estão abertas! É tempo de passar por elas e fazer com que uma multidão passe também! Em especial, aqueles que você ama, seus familiares, aqueles que você convive e pode anunciar abertamente!

Anunciem! Anunciemos! Cabe a nós clamar, proclamar e anunciar a Misericórdia do Senhor!

E para que cresça em seu coração ainda mais este ardor de falar ao mundo da segunda e última vinda de Jesus, reze com este poema que Santa Faustina escreveu:

Espera da alma pela vinda do Senhor

Não sei, Senhor, a hora em que vireis;
Portanto velo sem cessar e fico atenta
Como vossa esposa eleita,
Porque sei que gostais de vir sem ser notado,
Mas o coração puro, de longe, Vos perceberá.

Aguardo-Vos, Senhor, com quietude e silêncio,
Com grande saudade em meu coração,
Com sede indomável.
Sinto que meu amor para Convosco se transforma em fogo,
E como uma chama se elevará ao céu no final da vida,
E então serão satisfeitos todos os meus desejos.

Vinde logo – meu Senhor Dulcíssimo,
E levai o meu coração sedento
Lá, até Vós, a essas sublimes regiões celestes,
Onde perdura a Vossa vida eterna!

Porque a vida na Terra é contínua agonia,
Porque o meu coração sente que para as alturas foi criado,
E nada se importa com as planícies desta vida,
Porque a minha Pátria é o céu. – Creio nisto firmemente. (D. 1589)

Daniela Costa Miranda
Comunidade Canção Nova