O amor audacioso de um coração enamorado por Deus

No dia 22 de julho se comemora a Festa de Santa Maria Madalena, “apóstola dos apóstolos”, como São Tomás de Aquino a definia. A memória da Santa foi elevada à festa pelo Papa Francisco em 10 de junho de 2016.

Santa Maria Madalena

“Os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados, por que ela demonstrou muito amor.” (Lc. 7, 47)
O testemunho de Maria Madalena cativa e move muitos corações a um amor total e radical a Jesus e ao Seu Reino. Liberta de sete demônios a mulher de Magdala que, segundo a tradição, era uma prostituta da alta corte dos soldados, segue Jesus com um amor pleno e marcadamente generoso. Deduz-se que após seu encontro pessoal e íntimo com Jesus, Maria passa a segui-Lo com um amor ardente e indiviso. Sua presença constante ao lado de Cristo dá-nos a pista de que ela deixou-se amar tanto pelo Mestre a ponto de responder a altura da generosidade com que foi acolhida.

“Madalena Penitente” – El Greco / cancaonova.com

Leia mais:

.:Santa Maria Madalena, primeira testemunha da Ressurreição de Jesus
.:Papa eleva à festa dia da memória de Santa Maria Madalena
.:As três conversões e o amor esponsal

Maria Madalena, modelo de seguimento a Cristo

As páginas do Evangelho nos mostram a fidelidade de Maria ao Mestre sempre e em todos os momentos, desde as Suas incansáveis caminhadas pela Judeia, passando pela escura noite do Calvário, até a manhã alegre da Ressurreição. Assim, as Escrituras mostram Maria Madalena como modelo de seguimento e discipulado, de superação e santidade, de audácia e coragem. Participante dos mistérios cruciais da vida de Cristo ela torna-se depositária do maior e mais belo anúncio do Cristianismo: a Ressurreição do Senhor. Só um coração que teve a coragem de viver a cruciante dor da perda e da morte, poderá experimentar com autenticidade o amor exultante e alegre do Terceiro Dia. Em Madalena cada um de nós podemos buscar o testemunho para um amor crescente e fiel para com Jesus.

Uma corajosa alma esponsal

Celebrar a Festa de Maria Madalena é recordar a força misericordiosa do amor que transformou uma infeliz prostituta em uma corajosa alma esponsal. Maria mostra-nos que a santidade é possível quando nos abrimos ao amor surpreendente de Deus, capaz de renovar todas as coisas. A Festa de Maria Madalena é também motivo de esperança para nós pecadores. No extremo da nossa fraqueza ao olharmos para o seu testemunho podemos também acreditar que, de infelizes pecadores, Deus poderá nos fazer grandes e corajosos santos.

Em oração por você!

Willian Guimarães,
Candidato as ordens sacras na Comunidade Canção Nova