Aceita o chamado do Senhor!

Nesta quinta-feira, 07 de setembro de 2017, o padre Edilberto Carvalho celebrou a Santa Missa, às 7h no Santuário do Pai das Misericórdias.

O sacerdote fala da importância do chamado de Deus: “A liturgia de hoje vem nos falar de chamado, de vocação, de missão. O chamado do Senhor e a resposta livre e espontânea dos apóstolos. Não tenhas medo! Aceita o chamado do Senhor. Paulo fala aos Colossenses que estavam rezando para que eles aderissem a vontade de Deus com sabedoria e discernimento. A obediência é importantíssima no plano de salvação. A confiança inteiramente no Senhor que nos chama. É preciso deixar tudo aquilo que é empecilho a vontade de Deus. O Senhor quer se fazer conhecido por meio da vocação com a qual nos chamou.”

O Evangelho é de São Lucas: “Naquele tempo, Jesus estava na margem do lago de Genesaré, e a multidão apertava-se a seu redor para ouvir a palavra de Deus. Jesus viu duas barcas paradas na margem do lago. Os pescadores haviam desembarcado e lavavam as redes. Subindo numa das barcas, que era de Simão, pediu que se afastasse um pouco da margem. Depois sentou-se e, da barca, ensinava as multidões. Quando acabou de falar, disse a Simão: “Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”. Simão respondeu: “Mestre, nós trabalhamos a noite inteira e nada pescamos. Mas, em atenção à tua palavra, vou lançar as redes”. Assim fizeram, e apanharam tamanha quantidade de peixes que as redes se rompiam. Então fizeram sinal aos companheiros da outra barca, para que viessem ajudá-los. Eles vieram, e encheram as duas barcas, a ponto de quase afundarem. Ao ver aquilo, Simão Pedro atirou-se aos pés de Jesus, dizendo: “Senhor, afasta-te de mim, porque sou um pecador!” É que o espanto se apoderara de Simão e de todos os seus companheiros, por causa da pesca que acabavam de fazer. Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram sócios de Simão, também ficaram espantados. Jesus, porém, disse a Simão: “Não tenhas medo! De hoje em diante tu serás pescador de homens”. Então levaram as barcas para a margem, deixaram tudo e seguiram a Jesus” (Lc 5,1-11).

Assista a homilia na íntegra:

Confira a liturgia do dia.

Pai das Misericórdias e Deus de toda consolação, ouvi-nos!