Não perca a oportunidade de ser de Deus

A homilia do padre Fabrício Andrade da Comunidade Canção Nova aconteceu ontem, 24 de setembro na Celebração Eucarística no Pai das Misericórdias, sobre a atenção a oportunidade de ser de Deus.

Primeira leitura (Ag 1,1-8) – No segundo ano do reinado de Dario, no sexto mês, no primeiro dia, foi dirigida a palavra do Senhor, mediante o profeta Ageu, a Zorobabel, filho de Salatiel, governador de Judá, e a Josué, filho de Josedec, sumo sacerdote: “Isto diz o Senhor dos exércitos: Este povo diz: Ainda não chegou o momento de edificar a casa do Senhor”. A palavra do Senhor foi assim dirigida, por intermédio do profeta Ageu: “Acaso para vós é tempo de morardes em casas revestidas de lambris, enquanto esta casa está em ruínas? Isto diz, agora, o Senhor dos exércitos: Considerai com todo o coração, a conjuntura que estais passando: tendes semeado muito, e colhido pouco; tende-vos alimentado, e não vos sentis satisfeitos, bebeis e não vos embriagais; estais vestidos e não vos aqueceis; quem trabalha por salário, guarda-o em saco roto. Isto diz o Senhor dos exércitos: Considerai, com todo o coração, a difícil conjuntura que estais passando: mas subi ao monte, trazei madeira e edificai a casa; ela me será aceitável, nela me glorificarei, diz o Senhor.

Responsório (Sl 149) – O Senhor ama seu povo de verdade.

Evangelho (Lc 9,7-9) – Naquele tempo, o tetrarca Herodes ouviu falar de tudo o que estava acontecendo, e ficou perplexo, porque alguns diziam que João Batista tinha ressuscitado dos mortos. Outros diziam que Elias tinha aparecido; outros ainda, que um dos antigos profetas tinha ressuscitado. Então Herodes disse: “Eu mandei degolar João. Quem é esse homem, sobre quem ouço falar essas coisas?” E procurava ver Jesus.

Disse o sacerdote: “A liturgia de hoje nos ajuda a acompanhar na primeira leitura o povo que voltou do exílio da babilônia, da escravidão e agora precisavam reconstruir a vida e a cidade e portanto era necessário prioridade e organização, estabelecer etapas, das mais importantes para as menos importantes. O profeta Ageu aparece denunciando essa desorganização.

Assim também somos nós, porque não sabemos colocar as coisas em ordem, o que deveria estar em primeiro lugar e que deveria estar por ultimo lugar, invertemos.

O povo ficou muito tempo sem a Igreja, o lugar de culto, e na hora da reconstrução da cidade dizem que não é o momento de mexer com as coisas de Deus, dizem que há coisas mais importantes para resolverem. E o profeta fala: Acaso para vós é tempo de morardes em casas revestidas de lambris, enquanto esta casa está em ruínas?

No tempo da reconstrução buscaram os interesses pessoais, ou mesmo as necessidades, do que colocar Deus em primeiro lugar. Cada um pensou em sua própria necessidade e deixou Deus para outro momento. E hoje?

Somos muito parecidos com esse povo, agora não temos tempo, para rezar, estar na igreja, dizemos que agora não é tempo, etc.”

O padre Fabricio continua refletindo e fazendo a ligação da primeira leitura com o Evangelho: “O Evangelho diz: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e depois tudo vem por acréscimo.”

Vemos aqui dois grupos: os que dizem não é o momento e o outro que ouve falar de Jesus e busca estar com Ele, colocando-O em primeiro lugar.

Preste atenção nas difíceis situações que vivemos hoje se não temos colocado as coisas no lugar de Deus.

Ter a coragem de deixar que aquilo que entra nos ouvidos caia no coração e deixe mudar a minha vida.

Corremos o risco de fazer como Herodes, não mais procurar ver jesus porque não da tempo, pois temos muitas coisas para fazer e não procuramos ver Jesus, pois quem procura acha, e achar Jesus é compromisso para mudar de Vida, colocar o Reino em primeiro lugar, nos compromete com uma reconstrução com os nossos princípios de vida, e mudança de vida dá trabalho, “não é o momento?” Herodes também perdeu “o momento”.

Permita que Jesus reconstrua a lista de prioridades da sua vida, faça a escolha certa.

Você também vai perder essa oportunidade?

Deus abençoe você!