Não seja como os malvados

Exorta, o padre Vagner Baia, a não ser como os malvados, em homilia no Santuário do Pai das Misericórdias, neste dia 8.

Afirma o sacerdote: “Tem gente que só olha para as trevas que se apresenta, vive das tristezas da vida, acha que só os maus prosperam, igual o profeta na primeira leitura.

Muitos se enriquecem de forma ilícita, roubam merenda escolar, vendem drogas, quando se deixa de agar contas, quando compra-se coisas roubadas, favorecendo os ladrões. O profeta diz que parece que essas pessoas são favorecidas. Leia a primeira leitura:

Primeira Leitura (Ml 3,13-20a)

Leitura da Profecia de Malaquias.

13Vossas palavras são duras contra mim, diz o Senhor, e ainda perguntais: 14Que dissemos contra ti?’ Vós estais dizendo: ‘É coisa inútil servir a Deus; que vantagem tivemos em observar seus preceitos e em levar uma vida severa na presença do Senhor dos exércitos?

15Portanto, hoje os felizardos são os soberbos, pois consolidaram-se, praticando o mal, e, mesmo provocando a Deus, estão impunes’.

16Vieram, entretanto, a falar uns com os outros, os tementes a Deus. O Senhor prestou atenção e ouviu-os; em sua presença foi escrito um livro de feitos notáveis, aberto aos que temem o Senhor e têm seu nome no pensamento.

17Serão para mim o tesouro, diz o Senhor dos exércitos, para o dia que eu me reservar; hei de favorecê-los, como o pai ao filho que o serve. 18De novo vereis a distância que há entre o justo e o ímpio, entre o que serve a Deus e o que não o serve.

19Eis que virá o dia, abrasador como fornalha, em que todos os soberbos e ímpios serão como palha; e esse dia vindouro haverá de queimá-los, diz o Senhor dos exércitos, tal que não lhes deixará raiz nem ramo. 20aPara vós, que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, trazendo salvação em suas asas”.

A sorte dos malvados é terrível. e é feliz quem confia em Deus e dá as coisas de Deus para os outros. Feliz que pede o Espírito Santo.

Ouça a homilia que nela contem um testemunho muito particular ocorrido com o sacerdote.