O afastamento da fé parte de pequenas concessões no dia a dia

Nesta quinta-feira, 23 de novembro de 2017, o padre Fabrício Andrade fez a homilia da Santa Missa, às 7h no Santuário do Pai das Misericórdias.

O sacerdote nos chama a atenção para a maneira como estamos vivendo a nossa fé: “A liturgia de hoje quer nos despertar para que nós não corramos o risco de também já estarmos percorrendo um caminho rumo a apostasia sem percebermos. Como alguém que está construindo um muro torto e coloca ou dois centímetros para a direita ou dois centímetros para a esquerda e no fim da construção pode ser que o muro venha a cair. A liturgia quer nos provocar para saber se eu e você não somos os próximos apóstatas. E o que é a apostasia? É se colocar longe, se colocar afastado. Hoje existem grupos encarregados de nos conduzir a negação da fé. Dizem que proceder retamente é fanatismo. Muitas vezes vamos abrindo concessões nos treinando para viver como verdadeiros apóstatas da fé.”

O Evangelho é de São Lucas: “Naquele tempo, quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: “Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos! Dias virão em que os inimigos farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados. Eles esmagarão a ti e a teus filhos. E não deixarão em ti pedra sobre pedra. Porque tu não reconheceste o tempo em que foste visitada”(Lc 19,41-44).

Assista a homilia na íntegra: