Sigamos o exemplo do discipulado de Maria

Nesta terça-feira, 21 de novembro de 2017, o padre Anderson Marçal fez a homilia da Santa Missa, às 7h no Santuário do Pai das Misericórdias.

O sacerdote nos convida a seguir o exemplo do discipulado de Maria: “Como que Maria tem se apresentado a você no dia de hoje? E como que você tem se apresentado a Maria no dia de Hoje? É preciso fazer esta pergunta, pois Maria se apresenta hoje a nós como discípula. No Evangelho de hoje quando Jesus fala que sua mãe, seus irmãos e suas irmãs são todos aqueles que colocam a palavra de Deus em prática, Ele não esta desprezando a sua mãe como muitos irmãos separados dizem. Para Maria o ser mãe de Deus, é antes de tudo ser discípula, e para ela o mais importante é ser vista assim, por que ela esteve com Jesus do começo ao fim. O discipulado de Maria é mais importante do que ser a mãe de Jesus. Maria se apresenta a nós como pequena, e o Salmo de hoje vai dizer que Ele, o Poderoso viu a pequenez de sua serva e por isso faz maravilhas na sua vida. É preciso aprender com Maria, se colocando como pequeno diante de Deus a fim de que maravilhas sejam realizadas. Antes do sim de Maria, O Senhor se apresentava através de sinais no Antigo Testamento e foi por causa do sim de Maria que o Senhor veio habitar no meio de nós. Aprendamos com Maria a ser discípulos no dia de hoje”.

O Evangelho é de São Mateus: “Naquele tempo, enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. Alguém disse a Jesus: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo”. Jesus perguntou àquele que tinha falado: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: “Eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe (Mt 12,46-50)”.

Assista a homilia na íntegra:

Confira a liturgia do dia.

Pai das Misericórdias e Deus de toda consolação, ouvi-nos!