Voltemos a enxergar os valores que estão se perdendo

Nesta segunda-feira, 20 de novembro de 2017, o padre Marcio Prado fez a homilia da Santa Missa, às 7h no Santuário do Pai das Misericórdias.

O sacerdote nos convida a voltar a enxergar os valores que estão se perdendo: “Precisamos, como católicos, lutar por aquilo que acreditamos, que defendemos e de alguma maneira acordar para a realidade. O cego de que fala o Evangelho, não era cego de nascença, ele fala como quem gostaria de voltar a enxergar outra vez. Voltarmos a enxergar os valores que estamos perdendo nos dias de hoje é fundamental. Precisamos enxergar Nosso Senhor, e assim enxergarmos os valores que Ele nos prometeu. Não podemos permanecer cegos, precisamos arregaçar as mangas e defender os valores que acreditamos. Eu preciso enxergar novamente a minha fé e transmiti-la aos outros. O rei Antíoco estava cego, e com a sua cegueira estava cegando a nação. Rezemos para que as nossas autoridades voltem a enxergar, e assim as nação possam voltar a enxergar. É preciso pedir a Deus que os nossos sacerdotes, diáconos e bispos também enxerguem e assim ajude o povo de Deus a voltar a enxergar. Em todas as realidades que vivemos precisamos professar a nossa fé no Cristo que é o verdadeiro Senhor.

O Evangelho é de São Lucas: “Quando Jesus se aproximava de Jericó, um cego estava sentado à beira do caminho, pedindo esmolas. Ouvindo a multidão passar, ele perguntou o que estava acontecendo. Disseram-lhe que Jesus Nazareno estava passando por ali. Então o cego gritou: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!” As pessoas que iam na frente mandavam que ele ficasse calado. Mas ele gritava mais ainda: “Filho de Davi, tem piedade de mim!” Jesus parou e mandou que levassem o cego até ele. Quando o cego chegou perto, Jesus perguntou: “Que queres que eu faça por ti?” O cego respondeu: “Senhor, eu quero enxergar de novo”. Jesus disse: “Enxerga, pois, de novo. A tua fé te salvou”. No mesmo instante, o cego começou a ver de novo e seguia Jesus, glorificando a Deus. Vendo isso, todo o povo deu louvores a Deus (Lc 18,35-43)”.

Assista a homilia na íntegra:

Confira a liturgia do dia.

Pai das Misericórdias e Deus de toda consolação, ouvi-nos!