Perdão de Assis: dia de indulgências

Festa de Nossa Senhora dos Anjos da Porciúncula

COMO SURGIU ESSA FESTA?

Em 1216, São Francisco de Assis, vivendo uma noite em oração teve a visão de Nossa Senhora com Seu Filho Jesus. Nesta aparição lhe perguntaram o que ele gostaria de pedir-Lhes. São Francisco, então, responde: “Que todos quantos, arrependidos e devidamente confessados, vierem visitar esta ‘igrejinha’, possam receber a completa remissão de seus pecados”.

Honório III, o Papa da época aprovou o pedido. A indulgência foi concedida a todos que visitassem a (Porciúncula) e, depois, foi estendida a todos que fossem a uma Igreja Catedral, Santuário ou Matriz Paroquial, se confessassem, participassem da Eucaristia e recitassem as orações na intenção do Papa:

Credo
Pai-Nosso
Ave Maria

 

 

 

 

 

Indulgências

As indulgências têm o poder de apagar as consequências dos pecados (penas temporais) que já foram perdoados pelo sacramento da confissão (que perdoa a culpa). A indulgência pode ser parcial, que redime parcialmente dessa pena, ou plenária, que apaga totalmente a pena temporal dos pecados.

:: Saiba mais sobre as indulgências

Para o recebimento da indulgência, os fiéis precisam da confissão sacramental para estar em graça com Deus (oito dias antes ou depois); participar da Missa e Comunhão Eucarística; visitar uma igreja paroquial, onde se reza o Credo e o Pai Nosso, além de rezar pelas intenções do Papa.

A graça da indulgência pode ser pedida para si mesmo ou para um falecido.

Oração a Nossa Senhora dos Anjos:

Ó Nossa Senhora, dos Anjos, na pequena Igreja da Porciúncula,

São Francisco recebeu as vossas bênçãos generosas juntamente com sua Ordem. Ele depositara na vossa presença materna uma grande confiança e devoção, sendo atendido em seus pedidos. Continuai a dispensar os vossos favores sobre nós e sobre nossas necessidades particulares.

Nós vos suplicamos, dai-nos a graça da penitência e de Deus o perdão dos pecados, a correção de nossas más inclinações e fortalecimento nos momentos de fraqueza. Quantos recusam a salvação e preferem caminhar nas trevas do erro! Tudo é possível para aquele que crer, para aquele que se arrepender!

Vós, ó Mãe, manifestastes a São Francisco o grande desejo de reconciliar os pecadores com Jesus, que se entregou em uma cruz para nos salvar. Rogai por nós, agora e na hora de nossa morte. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave Maria …