Administradores da graça de Deus

Homilia do Pe. Márcio Prado no Santuário do Pai das Misericórdias, onde ele questiona: Todos nós somos administradores da graça de Deus. O que eu tenho feito com os dons que Ele me deu?

Disse o Sacerdote: “Constantemente precisamos fazer o caminho de retorno ao Pai. Que bom que temos na nossa santa Igreja os sacramentos e momentos de oração, as comunitárias e pessoais.

Nessa caminhada São Paulo nos alerta sobre isso, o nosso corpo não foi feito para o pecado, mas quem toma consciência disso é aquele que teve um encontro pessoal com o Senhor. Não oferecer o seu corpo ao pecado, mas a Deus.
Que a nossa vida seja feita para uma obediência santa aos mandamentos. Oferecer-se a Deus no serviço, e ser para Deus esse filho amado que deixa o pecado e agora se oferece à Ele.

Na Primeira Leitura (Rm 6,17-18) diz: “Graças a Deus que vós, depois de terdes sido escravos do pecado, passastes a obedecer, de coração, aos ensinamentos, aos quais fostes entregues. Libertados do pecado, vos tornastes escravos da justiça”.
Por isso precisamos ter cuidado com o nosso corpo e o nosso coração, e obedecer a Deus.
Devemos ficar alertas, como diz no Evangelho (Lc 12,39-40): ‘Ficai certos: se o dono da casa soubesse a hora em que o ladrão iria chegar, não deixaria que arrombasse a sua casa. 40Vós também ficai preparados! Porque o Filho do Homem vai chegar na hora em que menos o esperardes’.
O sacerdote questiona: “Eu quero a vida eterna ou a morte eterna? Todos nós somos administradores da graça de Deus. O que eu tenho feito com os dons que Ele me deu?

Eu devo administrar os carisma que Ele me deu de maneira correta. As Obras de Misericórdias são exemplos de saber bem administrar os bens que Deus nos Deu. Ele nos pedirá contas, preparemos-nos, pois Ele vem e que a minha conduta seja coerente.

Obrigado Senhor porque nos dás uma nova chance de recomeçarmos.