Não vender Jesus

“As tentações do ter e do prazer, o medo de testemunhar Jesus, quando mais Ele precisa, virão até nós. Mas é nessa hora que precisamos estar mais perto d’Ele”, disse o sacerdote João Marcos da Comunidade Canção Nova, no Santuário do Pai das Misericórdias, durante a Missa celebrada no dia 31 de março de 2015.

“Naquele tempo, estando à mesa com seus discípulos, Jesus ficou profundamente comovido e testemunhou: ‘Em verdade, em verdade vos digo, um de vós me entregará’. Desconcertados, os discípulos olhavam uns para os outros, pois não sabiam de quem Jesus estava falando.” (Jo 13,21-22)

Liturgia do dia 31

As pessoas vão se corrompendo aos poucos, e Judas foi se corrompendo a ponto de vender Nosso Senhor. Às vezes, corremos esse risco também. Nós, enquanto Igreja – sejamos padres, cantores ou pregadores –, corremos o risco de vender Jesus, de fazer d’Ele nosso “garoto propaganda”, de usá-Lo para nos promovermos, seja na Igreja Católica ou em outras igrejas.

Primeira Leitura (Is 49,1-6)

Responsório (Sl 70)

Evangelho (Jo 13,21-33.36-38)

Deus abençoe sua semana.