🤔 Você aceita?

Ser outro Cristo

Liturgia: At 11,19-26; Sl 86; Jo 10,22-30;

No Evangelho alguns estavam em dúvida de Jesus era ou não o Cristo e queriam que ele falasse abertamente. Jesus disse que já havia dito que era ele o enviado do Pai, afinal as obras que realizava falava do Pai. Mas, a dificuldade existia porque infelizmente não se consideravam ovelhas do Senhor, se não eram ovelhas do Senhor não poderiam ser cristãos, não poderiam ter a vida eterna.

A falta de fé em Jesus como Filho de Deus e Salvador infelizmente impede a pessoa de receber as graças d’Ele. Jesus prometeu vida em abundância, prometeu estar com aqueles que perseverassem, prometeu o céu, a vida eterna. Não prometeu vida fácil, mas que estaria sempre com os seus. Quantas coisas boas se perseveramos e se tivermos fé no Senhor? Serão muitas graças e a principal a salvação.

Estar diante da Cruz faz toda diferença

Os discípulos/apóstolos não entenderam tudo, mas o que captaram viveram e nos transmitiram muito bem. O livro dos Atos dos Apóstolos narrou mais uma vez a dispersão dos irmãos perseguidos e, assim chegaram à Fenícia, Chipre e Antioquia. A graça de Deus estava com eles e as pessoas se convertiam ao Senhor. A Igreja de Jerusalém soube e enviou Barnabé a Antioquia que se alegrou com o que viu. Barnabé chamou Paulo para trabalhar naquela Igreja e, pela primeira vez, os discípulos foram chamados de cristãos.

:: Ser cuidado e cuidar

Antes de chegar ao nome de “cristãos” os primeiros discípulos foram maltratados, perseguidos e muitos morreram, mas nada foi em vão. Com a fé e a perseverança dos discípulos obtiveram ótimos resultados porque muitos se converteram ao Senhor. Mais do que números o importante era a conversão daquelas pessoas.

Assim, as primeiras pessoas que seguiram o Cristo tiveram a honra de receber o nome de “cristãos”? Sim, mas só receberam este nome porque viviam como o Cristo, imitavam o Cristo e eram outros “Cristos”. Por isso como cristãos que somos, aqui está a nossa missão, “Ser outro Cristo”. Façamos nosso compromisso com Jesus de ser sua presença, seu rosto, sua voz… para os mais necessitados?

Pai das Misericórdias e Deus de toda consolação, ouvi-nos!

Padre Márcio Prado
Vice-reitor do Santuário do Pai das Misericórdias

Leia mais:
:: Você não é um anjo!
:: Estar diante da cruz faz toda a diferença
:: Imitemos Cristo, Bom Pastor