Fixar os olhos em Jesus mesmo diante do sofrimento

Em homilia no Santuário do Pai das Misericórdias o padre Marcos Polak recordou os sofrimentos da Mãe de Jesus, dando esperança de novos significados aos sofrimentos atuais.

Peçamos à mãe de Deus no dia de hoje a graça de saber que temos uma Mãe, e isso deve nos alegrar. A palavra de Deus nos da a direção: “Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, este é o teu filho”. Depois disse ao discípulo: “Esta é a tua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a acolheu consigo. (Jo 19,26-27)

A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as 7 dores de Maria:

1 – O velho Simeão que profetiza a lança que transpassaria de dor o seu Coração Imaculado,

2 – A fuga para o Egito,

3 – A perda do Menino Jesus,

4 – A Paixão do Senhor,

5 – A crucificação,

6 – A morte e

7 – A sepultura de Jesus Cristo

Nós como Igreja não recordamos as Dores de Nossa Senhora somente pelo sofrimento em si, mas, porque pelas dores oferecidas Ela participou ativamente da redenção de Jesus Cristo, ela nos aponta para uma nova vida que não significa a ausência de sofrimento mas uma oblação de si para a civilização do amor.”

Assista na íntegra a homilia

Acompanhe as leituras da liturgia de hoje