Modelados pelo Evangelho

Padre Reinaldo Cazumbá, durante a homilia que aconteceu no Santuário do Pai das Misericórdias, explicou a fórmula para sermos modelados pelo Evangelho. Essa celebração foi transmitida pela TV Canção Nova às 7h de hoje, 23.

O sacerdote fez sua reflexão com base no Evangelho de São Mateus proclamado na celebração: “Não deis aos cães as coisas santas, nem atireis vossas pérolas aos porcos; para que eles não as pisem com o pés e, voltando-se contra vós, vos despedacem. Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas. Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso é o caminho que leva à perdição, e muitos são os que entram por ele! Como é estreita a porta e apertado o caminho que leva à vida! E são poucos os que o encontram”! (Mt 7,6.12-14).

Após a leitura, ele explicou que “quando usamos os bens do céu para o prazer próprio e não para sua real finalidade, estamos jogando pérolas aos porcos”. O sacerdote também acrescentou que “as coisas de Deus não são para nosso escudo ou para fazer as coisas que não são santas”. Segundo ele, estamos traçando um caminho de portas largas, que nos levará à perdição.

O sacerdote motivou os fiéis a se perguntarem: “Como eu vivo e penso a respeito das coisas de Deus, daquilo que ele nos dá, e que são para uso da salvação pessoal e dos outros?”. Como diz o Evangelho: “Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles”. Essa é a regra de ouro do Evangelho: se quisermos o bem, teremos de caminhar para fazer o bem, a iniciativa é nossa. Se eu faço o bem, é porque eu amo. Mesmo que seja a pessoa que eu desprezo, que eu não gosto, que eu ‘não vou com a cara’, preciso fazer o bem a ela.

Padre Reinaldo afirma que “precisamos ser modelados para entrar pela porta estreita, e quem nos modela é o Evangelho, é o Senhor. Vamos nos lapidando para a entrada no Reino. Ser modelado pelo Evangelho é tomar as coisas santas, para que nos levemà vida eterna, como um tesouro onde depositamos e acumulamos para a vida em Deus”.

“As regras do Evangelho em São Mateus são duras, mas precisamos vivê-las. Seguir Cristo exige renúncia, é perder alguma coisa para ganhar o ‘Tudo’”, conclui o padre, dizendo que “precisamos entrar na forma do Senhor, para sermos levados pelo caminho estreito, pois o largo é o da perdição. Estamos aqui por causa do Reino, por causa do Senhor. Bendito seja Deus!”

Primeira Leitura (Gn 13,2.5-18)

Responsório (Sl 14)

Evangelho (Mt 7,6.12-14)