UFA! 🙌🏼

O Pai está comigo... Não estou só!

A Canção Nova deseja levar todos a se sentirem filhos verdadeiros do Pai das Misericórdias, sem excluir ninguém.

Quantos de nós vivemos a experiência de deitar e dormir descobertos, mas, no dia seguinte, acordar aquecido, coberto. Durante a madrugada, sem que percebêssemos, alguém passou por ali e cuidou de nós: nos cobriu para que tivéssemos um sono tranquilo. Essa experiência pode marcar tão positivamente uma pessoa que, nos diversos momentos da vida, aquele gesto contribuirá para que ela sinta a presença de Deus Pai: uma certeza interior de que Alguém está sempre cuidando de você.

:: Veja a programação completa da Festa ao Pai das Misericórdias

“… Não estou só, o Pai está comigo” | Foto ilustrativa: cancaonova.com

O livro “A Volta do Filho Pródigo”, Henry Nowen, relata esse retorno à Casa do Pai, por meio de uma verdadeira peregrinação espiritual, a partir da observação de um pôster com detalhes do quadro de Rembrandt Harmenszoon van Rijn, pintor holandês, considerado um dos maiores nomes da história da arte europeia e o mais importante da história holandesa.

No dia a dia, você costuma dialogar com o Pai do Céu? Como é o seu relacionamento com Deus Pai? Já sentiu a presença do Pai nos momentos de solidão?

“… Não estou só, o Pai está comigo” (Jo 16, 32b). A certeza da presença do Pai foi experimentada num momento de extrema angústia de Jesus, em Jerusalém. Poucas horas antes de se dirigir ao Monte da Oliveiras, ser preso, flagelado e condenado à morte de Cruz entre dois ladrões, o Cristo recebia o consolo, que só a presença do Pai das Misericórdias pode trazer ao nosso coração.

A filiação divina não é um privilégio particular de Jesus Cristo, mas é uma fonte inesgotável de experiência filial aberta a todas as pessoas, sem excluir ninguém. Essa é a proposta da Canção Nova ao realizar a Festa do Pai das Misericórdias, neste fim de semana, durante a Solenidade da Santíssima Trindade. 

Desejo que essa certeza vivida também pelo Rei Davi acompanhe você em cada momento. Caso precise caminhar por vales sombrios ou se deparar com situações de morte, diga a Deus, em seu coração: “Sei que comigo estás” (cfr. Salmo 22). Nenhum percurso humano passa despercebido da proteção e amparo de um Deus que viveu entre nós, caminhou pelas ruas pedregosas e empoeiradas da Terra Santa, colheu trigo, trabalhou na carpintaria de José. 

Deus vai à sua frente, nada O assusta. Ele sofreu com o peso da Cruz e derramou muito sangue, mas venceu a morte! “Deus irá à sua frente, é Ele quem estará contigo, não te deixará, nem te abandonará; não temas, nem te deixes abater” (Dt 31, 8).

Rodrigo Luiz
Missionário da Com. Canção Nova