O povo da nova e da eterna aliança precisa proclamar Jesus

Nesta segunda-feira, 16 de outubro de 2017, o padre Bruno Costa celebrou a Santa Missa, às 15h no Santuário do Pai das Misericórdias.

O sacerdote nos fala sobre o povo da nova e da eterna aliança: “Nós somos o povo da nova e da eterna aliança, o povo escolhido. Não precisamos mais de sinais e nem de milagres, o maior sinal já nos foi dado, Jesus. Proclamemos o nome de Jesus com alegria e com esperança, precisamos anunciar a ressurreição e a vida eterna, e aguentar firme dia-a-dia. Cabe a mim e a você, abrir a boca e proclamar o nome de Jesus, e não nos acostumarmos com as trevas; cabe a mim e a você anunciar o evangelho em nome de Jesus, você não é joio, você é trigo, e é preciso dar sentido e fazer valer aquilo que vivemos.  Anunciar o Deus que é o mesmo de ontem, hoje e sempre. Ele tudo pode! Saibamos esperar o tempo de Deus; Ele não demora, ele capricha. Cabe a nós proclamar que quem nele crer será salvo”.

O Evangelho é de São Lucas: “Naquele tempo, quando as multidões se reuniram em grande quantidade, Jesus começou a dizer: “Esta geração é uma geração má. Ela busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas. Com efeito, assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, assim também será o Filho do Homem para esta geração. No dia do julgamento, a rainha do Sul se levantará juntamente com os homens desta geração, e os condenará. Porque ela veio de uma terra distante para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior do que Salomão. No dia do julgamento, os ninivitas se levantarão juntamente com esta geração e a condenarão. Porque eles se converteram quando ouviram a pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas” (Lc 11,29-32).

Assista a homilia na íntegra:

Confira a liturgia do dia.

Pai das Misericórdias e Deus de toda consolação, ouvi-nos!