Onde o Espírito de Deus está, milagres acontecem

O sacerdote da Canção Nova Vagner Baia, em homilia no Santuário do Pai das Misericórdias, refletiu sobre os milagres que acontecem onde está o Espírito de Deus. A Santa Missa ocorreu na última sexta-feira, dia 5.

Na primeira leitura do dia, a Palavra nos diz: “Antes que Tobias se aproximasse do pai, Rafael lhe disse: ‘Estou certo de que seus olhos se abrirão. Aplica-lhe nos olhos o fel do peixe. O remédio fará com que as manchas brancas se contraiam e se desprendam de seus olhos. Teu pai vai recuperar a vista e enxergará a luz’. Ana correu, atirou-se ao pescoço do filho e disse: ‘Voltei a ver-te, meu filho, agora posso morrer!’. Tobit levantou-se e, tropeçando, atravessou a porta do pátio. Tobias foi ao seu encontro, tendo na mão o fel do peixe. Soprou-lhe nos olhos e, segurando-o, disse: ‘Confiança, pai!’. Derramou o remédio e esfregou-o. Depois, com ambas as mãos, tirou-lhe as películas dos cantos dos olhos. Então, Tobit caiu-lhe ao pescoço, chorando e dizendo: ‘Eu te vejo, meu filho, luz de meus olhos!’. E acrescentou: ‘Bendito seja Deus! Bendito seja o seu grande nome! Benditos sejam todos os seus santos anjos por todos os séculos! Porque, se ele me castigou, agora vejo o meu filho Tobias!’ (Tb 11,7-15a)

Sobre essa Palavra, o sacerdote nos explica que o anjo Rafael ensinou Tobias a rezar pelo pai. Olha que riqueza! Como é importante as crianças rezarem pelos pais!

Interessante que São Francisco Xavier usava muitas crianças para rezar pelos pais, ele fazia muitos prodígios e milagres, levava as crianças diante dos pais para vencer o mal daquela família, ele as usava, porque elas possuiam um coração puro, pois o reino dos céus é da crianças. Então, como é importante ensiná-las a rezar, pois vão criando confiança em Deus. Ao rezarem pelos pais, cada vez mais vão se revestindo das graças de Deus.

Muitas vezes, é preciso pedir às crianças para rezarem quando está difícil a situação na família, nas finanças. Todos se sentam para rezar, não só ficar olhando. Temos de colocar as crianças para rezar.

Primeira Leitura (Tb 11,5-17)

Responsório (118)

Evangelho (Mc 12,35-37)