Será que a minha vida tem feito a diferença na vida dos outros?

Nesta sexta-feira, 5 de fevereiro, o Padre Clóvis Melo celebrou a Santa Missa, às 7h, no Santuário do Pai das Misericórdias.

Na memória de Santa Águeda, o sacerdote questionou se a nossa vida faz a diferença na vida dos outros: “Será que a minha vida tem impactado a vida dos outros?” “Será que o modo como eu vivo tem feito a diferença no vida de quem convive comigo?”

O Evangelho é de São Marcos: “Naquele tempo, o rei Herodes ouviu falar de Jesus, cujo nome se tinha tornado muito conhecido. Alguns diziam: ‘João Batista ressuscitou dos mortos. Por isso os poderes agem nesse homem’. Outros diziam: ‘É Elias’. Outros ainda diziam: ‘É um profeta como um dos profetas’. Ouvindo isto, Herodes disse: ‘Ele é João Batista. Eu mandei cortar a cabeça dele, mas ele ressuscitou!’ Herodes tinha mandado prender João, e colocá-lo acorrentado na prisão. Fez isso por causa de Herodíades, mulher do seu irmão Filipe, com quem se tinha casado.
João dizia a Herodes: ‘Não te é permitido ficar com a mulher do teu irmão’.
Por isso Herodíades o odiava e queria matá-lo, mas não podia.
Com efeito, Herodes tinha medo de João, pois sabia que ele era justo e santo, e por isso o protegia. Gostava de ouvi-lo, embora ficasse embaraçado quando o escutava.
Finalmente, chegou o dia oportuno. Era o aniversário de Herodes, e ele fez um grande banquete para os grandes da corte, os oficiais e os cidadãos importantes da Galileia. A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e seus convidados. Então o rei disse à moça: ‘Pede-me o que quiseres e eu te darei’. E lhe jurou dizendo: ‘Eu te darei qualquer coisa que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino’. Ela saiu e perguntou à mãe: ‘Que vou pedir?’ A mãe respondeu: ‘A cabeça de João Batista’. E, voltando depressa para junto do rei, pediu: ‘Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista’. O rei ficou muito triste, mas não pôde recusar. Ele tinha feito o juramento diante dos convidados.  Imediatamente, o rei mandou que um soldado fosse buscar a cabeça de João. O soldado saiu, degolou-o na prisão, trouxe a cabeça num prato e a deu à moça. Ela a entregou à sua mãe. Ao saberem disso, os discípulos de João foram lá, levaram o cadáver e o sepultaram.” (Mc 6, 14-29)

Assista à homilia na íntegra:

 

Acesse a liturgia do dia.

Deus abençoe você!

Pai das Misericórdias e Deus de toda a consolação, ouvi-nos!