GRATIDÃO

Conheça a Sala das Graças e traga seu testemunho

A Sala das Graças Alcançadas, localizada nas dependências do Santuário do Pai das Misericórdias, guarda objetos, fotos, cartas e testemunhos de fé dos fiéis. Inaugurada em 5 de dezembro de 2019, é um espaço dedicado a ofertar, homenagear e demonstrar a gratidão de quem pediu e recebeu  graças do Pai das Misericórdias: histórias de milagres, problemas financeiros e familiares que foram superados, conquistas pessoais, curas inexplicáveis, mães que conseguiram engravidar depois de um diagnóstico irreversível dos médicos ou de uma gravidez de risco.

Foto: Ass. Comunicação Santuário do Pai das Misericórdias.

Além de conter estes elementos significativos e importantes para o Santuário, o peregrino também pode encontrar na sala a primeira capelinha do Pai das Misericórdias, a história e maquete do Santuário e a cadeira usada pelo Papa Emérito Bento XVI, em visita ao Brasil, em 11 de maio de 2007, durante a Missa de Canonização de Frei Galvão, no Campo de Marte, em São Paulo.

Padre Bruno Costa, hoje conselheiro da Comunidade Canção Nova, foi o idealizador da construção da Sala das Graças, quando ainda era o administrador do Santuário. Ele notou que os peregrinos, ao virem ao Santuário, não somente colocavam pedidos de orações e intenções dentro da caixa de vidro que fica embaixo da Pietà, como também, agradecimentos.
Com a ajuda dos sócios da Canção Nova e aqueles que contribuem com doação de ouro ao Santuário, foi possível, então, adaptar o espaço para que se tornasse um lugar de agradecimento ao Pai.

Ao visitar o Santuário, portanto, os peregrinos podem conhecer com mais detalhes a riqueza do mosaico que fica no presbitério, com a explicação de cada detalhe da arte sacra e os testemunhos de tantos que já alcançaram graças concedidas pelo Pai das Misericórdias, despertando a própria fé e esperança de que Deus tudo pode diante dos nossos impossíveis.

Foto: Ass. Comunicação Santuário do Pai das Misericórdias.

Um dos testemunhos que encontramos na Sala das Graças é o de Margarete. Ela mandou uma carta e fotos ao Santuário relatando sua experiência de fé.

Fruto da Misericórdia

“Sou casada, mãe de duas filhas. No dia 6 de dezembro de 2017 participei da Missa do Clube do Ouvinte, na Cancão Nova , celebrada pelo Padre Roger. Eu estava no início de uma gestação e tinha sangramentos. Ao acabar a missa, meu esposo Claudinei e eu não conseguimos ficar na Adoração ao Santíssimo, mas fomos embora adorando Jesus através da rádio no carro.

Ao chegar em casa liguei rapidamente a TV Cancão Nova e continuei a rezar com a mão na barriga, olhei pra Jesus e disse que se Ele quisesse me curar, poderia. E foi aí que o Padre Roger disse que via uma mulher que colocava a mão na barriga, estava numa gravidez de risco e tinha sangramentos. Disse que Jesus estava me visitando e a criança ia nascer para honra e glória do Senhor. Após ter dito isso, me coloquei em lágrimas e tomei posse da graça e, quando voltei ao médico, veio a confirmação da graça e meus sangramentos acabaram.

Ainda assim, em outra missa de quarta-feira, o Senhor falava sobre a vida de Santa Joana D´arc. E foi quando eu senti Jesus falar comigo que se eu tivesse uma menina, teria que se chamar Joana. Sempre rezei a Novena ao Pai das Misericórdias, o Terço da Misericórdia e o Terço Mariano. E já no 5º mês da gestação ganhei um quadro do Pai das Misericórdias de uma amiga que nem sabia que eu rezava diariamente a oração. Ela me perguntou se eu já tinha o nome para o bebê e, ao dizer que seria Joana, me perguntou se eu sabia que o nome Joana significava fruto da Misericórdia.

Tive uma gestação maravilhosa, mas ao completar 32 semanas tive uma grave infecção urinária, precisando ser internada às pressas. Resumindo, Joana nasceu dia 11 de maio de 2018, prematura com 2,3kg, medindo 45 centímetros. Uma menina saudável e linda, mas precisou ir para UTI, por ter nascido prematura e adquiriu uma bactéria estomacal, que abaixou o seu peso para 1,9kg, pois o estomago não digeria o leite.

A família passou por momentos difíceis, contando com orações de familiares e amigos (até mesmo o Padre Roger orou por Joana, a pedido da minha sogra). Foi um grande momento de súplicas ao Pai das Misericórdias e à Nossa Senhora Auxiliadora.

Depois de 18 dias na UTI, em 29 de maio de 2018, Joana foi curada e recebeu alta. Passamos por todas estas realidades, porém, sentimos a presença muito forte do Pai das Misericórdias e também da Virgem Auxiliadora ao meu lado. Agradeço a Jesus pelo dom da vida! Pela existência da TV Cancão Nova! E glorifico ao Pai das Misericórdias, dizendo que Joana é um fruto da misericórdia de Deus”.

Margarete e sua família reunida no Santuário do Pai das Misericórdias louvando ao Senhor, pelo dom da vida concebido a Joana | Foto: arquivo pessoal

São inúmeros testemunhos de um povo de fé que, como o leproso curado nos Evangelhos, retorna a Deus para agradecer o seu milagre. Se você também tem um testemunho de graça alcançada pela oração ao Pai das Misericórdias, traga para a Sala das Graças.

Horário de funcionamento

A Sala das Graças está aberta aos peregrinos de segunda a sexta-feira, em horário comercial, seguindo todos os protocolos de segurança: uso obrigatório de máscara, distanciamento social, aferição da temperatura corporal na entrada, higienização das mãos com álcool em gel 70%.

O Santuário do Pai das Misericórdias ”existe para consolar você, e fazer de você uma consolação”!

Ass. Comunicação
Santuário do Pai das Misericórdias