Falar mal do irmão é assassiná-lo com a língua

Nesta quarta-feira, 24 de fevereiro, o Padre Roger Luis celebrou a Santa Missa do Clube de Evangelização, às 20h, no Santuário do Pai das Misericórdias.

O sacerdote faz um caminho de reflexão acerca da maledicência: “Falar mal do irmão é assassiná-lo com a língua.”

O Evangelho é de São Mateus: “Naquele tempo, enquanto Jesus subia para Jerusalém, ele tomou os doze discípulos à parte e, durante a caminhada, disse-lhes: ‘Eis que estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do Homem será entregue aos sumos sacerdotes e aos mestres da Lei. Eles o condenarão à morte, e o entregarão aos pagãos para zombarem dele, para flagelá-lo e crucificá-lo. Mas no terceiro dia ressuscitará’.
A mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. Jesus perguntou: ‘Que queres?’ Ela respondeu: ‘Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda’. Jesus, então, respondeu-lhe: ‘Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?’ Eles responderam: ‘Podemos’. Então Jesus lhes disse: ‘De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou’. Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. Jesus, porém, chamou-os, e disse: ‘Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos’. ” (Mt 20, 17-28)

Assista à homilia na íntegra:

 

Acesse a liturgia do dia.

Acesse a homilia de hoje, da Santa Missa das 7h.

Acesse a homilia de hoje, da Santa Missa das 12h.

Deus abençoe você!

Pai das Misericórdias e Deus de toda a consolação, ouvi-nos!