Posso ser livre porque sou filho do Pai das Misericórdias

Nesta segunda-feira, 14 de março, o Padre Edmilson Dias presidiu a Santa Missa pelas famílias, às 15h, no Santuário do Pai das Misericórdias.

O sacerdote convida a assembleia a se derramar ao Pai, colocando-se em liberadade diante dele, sabendo que é um filho amado.

O Evangelho é de São João: “Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo se cumpra.
Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus.Naquele tempo, disse Jesus: ‘Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida.’ Então os fariseus disseram: ‘O teu testemunho não vale, porque estás dando testemunho de ti mesmo.’ Jesus respondeu: ‘Ainda que eu dê testemunho de mim mesmo, o meu testemunho é válido, porque sei de onde venho e para onde vou. Mas vós não sabeis donde venho, nem para onde vou. Vós julgais segundo a carne, eu não julgo ninguém, e se eu julgo, o meu julgamento é verdadeiro, porque não estou só, mas comigo está o Pai que me enviou. Na vossa Lei está escrito que o testemunho de duas pessoas é verdadeiro. Ora, eu dou testemunho de mim mesmo, e também o Pai, que me enviou, dá testemunho de mim.’
Perguntaram então: ‘Onde está o teu Pai?’ Jesus respondeu: ‘Vós não conheceis nem a mim, nem a meu Pai. Se me conhecêsseis, conheceríeis também meu Pai.’
Jesus disse estas coisas, enquanto estava ensinando no Templo, perto da sala do tesouro. E ninguém o prendeu, porque a hora dele ainda não havia chegado.” (Jo 8, 12-20)

Assista à homilia na íntegra:

Acesse a liturgia do dia.

Deus abençoe você!

Pai das Misericórdias e Deus de toda a consolação, ouvi-nos!